FRONTISPÍCIO DAS ARTES

A arte começa onde a imitação acaba. Oscar Wilde

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Morre artista plástica Wilma Ramos, aos 68


» Publicada em 280409

Morre artista plástica Wilma Ramos, aos 68

Reconhecida internacionalmente por seus belos quadros, a artista mogiana estava em coma desde março, em decorrência de problemas cardíacos

Marcelo Alvarenga

ADEUS: Wilma costumava expor suas obras na Festa do Divino

BÁRBARA BARBOSADa reportagem local

Foi sepultado ontem, no Cemitério São Salvador, na Vila Oliveira, o corpo da artista plástica mogiana Wilma Ramos. Internada desde março no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, a artista morreu por volta das 22 horas do último domingo, aos 68 anos, em decorrência de problemas cardíacos.Com a saúde debilitada, Wilma deu entrada no hospital para fazer um cateterismo e acabou sendo submetida às pressas a uma cirurgia de ponte de safena. Apesar do estado delicado, a artista parecia se recuperar bem e apenas um dia após o processo cirúrgico já deixava a Unidade de Terapia Intensiva. No quarto, porém, ela sofreu um infarto e entrou em estado de coma irreversível.Um dos principais nomes do naïf brasileiro, Wilma Ramos ficou conhecida internacionalmente por seus quadros que retratam o folclore brasileiro e as festividades regionais. A primeira exposição aconteceu em 1967, no Salão de Arte Contemporânea de Campinas. A partir dos anos 70, expôs em Madri, Palma de Mallorca e Puerto de Pollensa, na Espanha. Entre 1968 e 1984, foi premiada em diversos salões de arte realizados no Estado de São Paulo, além de participar de mostras coletivas em vários países. Apesar do prestígio internacional, a artista permanecia morando em Mogi, com a mãe e dois irmãos, onde ficou conhecida por integrar o Grupo Feminino de Artes Plásticas de Mogi das Cruzes, que há 25 anos realiza ininterruptamente o "Salão da Primavera". Formado por Ilda Veri Lopes, Ana MarB, Olga Nóbrega, Wanda Barbieri e Wilma, o grupo era caracterizado pela união e amizade das cinco artistas.Durante toda sua carreira, Wilma mostrou por meio de telas toda sua devoção ao Divino Espírito Santo. Com desenhos de traços simples, a artista fez inúmeras exposições voltadas para a temática católica. Foi na Festa do Divino Espírito Santo de Brás Cubas do ano passado, inclusive, que ela expôs pela última vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário